O legado de Jesus aos discípulos antes de partir

O legado de Jesus aos discípulos antes de partir é um tema de profunda importância para os cristãos. Ao longo de sua vida terrena, Jesus ensinou e preparou seus seguidores para continuarem sua missão após sua partida. Neste artigo, exploraremos os principais ensinamentos e orientações deixados por Jesus aos discípulos, que ainda hoje são relevantes e inspiradores para os cristãos.

Qual foi a última coisa que Jesus disse antes de partir?

A última coisa que Jesus disse aos seus discípulos antes de subir ao céu foi para eles permanecerem em Jerusalém até receberem o Espírito Santo. Essa instrução foi dada após a ressurreição de Jesus, quando ele apareceu aos seus discípulos várias vezes para fortalecer sua fé e dar-lhes instruções sobre o futuro. Jesus sabia que seus discípulos não seriam capazes de cumprir sua missão sem o poder e a direção do Espírito Santo, que lhes seria dado em breve. Portanto, ele os instruiu a esperar em Jerusalém até que esse poder lhes fosse concedido. Essa promessa do Espírito Santo se cumpriu no dia de Pentecostes, quando os discípulos foram cheios do Espírito e capacitados para testemunhar e propagar o evangelho em todo o mundo. Essa é uma poderosa lição para nós hoje, pois também precisamos do Espírito Santo para nos capacitar a cumprir a obra de Deus em nossas vidas.

Qual foi a mensagem que Jesus transmitiu aos discípulos?

Se quiser continuar a ler este post sobre "O legado de Jesus aos discípulos antes de partir" clique no botão "Mostrar tudo" e poderá ler o resto do conteúdo gratuitamente. ebstomasborba.pt é um site especializado em Tecnologia, Notícias, Jogos e muitos tópicos que lhe podem interessar. Se quiser ler mais informações semelhantes a O legado de Jesus aos discípulos antes de partir, sinta-se à vontade para continuar a navegar na web e subscrever as notificações do Blog e não perca as últimas notícias.

Seguir leyendo


Qual foi a mensagem que Jesus transmitiu aos discípulos?

A mensagem que Jesus transmitiu aos discípulos foi de encorajamento e esperança, mesmo diante da iminente traição e abandono. Ele previu que naquela noite todos os discípulos o abandonariam, cumprindo assim a profecia das Escrituras Sagradas que dizia: “Matarei o pastor, e as ovelhas serão espalhadas.” No entanto, Jesus também prometeu que após sua ressurreição, ele se encontraria novamente com os discípulos na Galileia.

Essa mensagem de Jesus foi uma mistura de previsão dos eventos futuros e de esperança para o futuro. Ele estava ciente de que os discípulos passariam por momentos difíceis e que eles o abandonariam naquela noite, mas ele também lhes deu a garantia de que eles se reuniriam novamente após sua ressurreição. Essa mensagem transmitiu aos discípulos a ideia de que, embora pudessem enfrentar dificuldades e provações, havia esperança e um futuro melhor pela frente. Essa mensagem também os incentivou a permanecerem fiéis e a confiarem em Deus, mesmo diante de circunstâncias desafiadoras.

Quais são as últimas palavras de Cristo antes da ascensão?

Quais são as últimas palavras de Cristo antes da ascensão?

As últimas palavras de Cristo antes da ascensão foram registradas em diferentes passagens da Bíblia. No Evangelho de João, Jesus direciona sua atenção à sua mãe e ao discípulo amado, dizendo: “Mulher: Eis aí o teu filho… Então disse ao discípulo: Eis aí tua mãe…” (João 19:26-27). Com essas palavras, Jesus está confiando sua mãe aos cuidados do discípulo amado, mostrando seu amor e preocupação com ela mesmo em meio à sua própria dor e sofrimento. Essa passagem também destaca a importância da comunidade cristã e do cuidado mútuo entre os discípulos.

Outras palavras de Cristo antes da ascensão foram registradas nos Evangelhos de Mateus e Marcos. Enquanto estava na cruz, Jesus clamou: “Elí, Elí, lama sabactani?” que significa “Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (Mateus 27:46 e Marcos 15:34). Essas palavras revelam o profundo senso de abandono que Jesus sentiu, experimentando a separação de Deus enquanto carregava o peso dos pecados da humanidade. Essa afirmação também demonstra a natureza sacrificial do ministério de Jesus e seu profundo amor pela humanidade.

Além disso, Jesus expressou sua sede pouco antes de sua morte, dizendo: “Tenho sede” (João 19:28). Essa afirmação pode parecer simples, mas é significativa, pois mostra Jesus compartilhando uma necessidade física comum a todos os seres humanos. Embora pudesse ter pedido água, Jesus estava cumprindo profecias do Antigo Testamento e indicando que sua sede era mais do que apenas física – era uma sede espiritual e uma sede de justiça para a salvação da humanidade.

Essas últimas palavras de Cristo antes da ascensão são poderosas e carregam um profundo significado teológico. Elas revelam o amor, a preocupação e o sacrifício de Jesus, bem como sua humanidade e conexão com a humanidade. Essas palavras também destacam a importância da comunidade cristã e do cuidado mútuo entre os discípulos.

Qual foi a ordem de Jesus para seus discípulos?

Jesus escolheu doze Apóstolos para liderar Sua Igreja, dando-lhes o sacerdócio e a autoridade para serem seus representantes na Terra. Esses doze homens foram selecionados pessoalmente por Jesus, que passou a noite em oração para discernir quais seriam os homens certos para essa missão importante. Na manhã seguinte, Jesus ordenou esses doze Apóstolos, conferindo-lhes poderes espirituais e a responsabilidade de disseminar Seus ensinamentos e liderar a comunidade de seguidores.

Os Apóstolos eram enviados por Jesus para viajar para diversas cidades, onde pregavam o evangelho e realizavam milagres em Seu nome. Eles tinham a missão de espalhar a mensagem de amor, perdão e salvação de Jesus, bem como estabelecer e fortalecer as comunidades cristãs nas diferentes regiões que visitavam. Além disso, os Apóstolos também eram responsáveis por instruir e guiar os discípulos, transmitindo-lhes os ensinamentos e os princípios da fé cristã.

A ordem dada por Jesus aos seus discípulos era de serem testemunhas vivas de Seu amor e ensinamentos, compartilhando-os com o mundo, e de liderar a Igreja, fornecendo orientação e direção espiritual para os fiéis. Eles foram comissionados com a missão de continuar o trabalho de Jesus na Terra, proclamando o Reino de Deus e convidando as pessoas a se arrependerem e seguirem a Ele. A ordenação dos doze Apóstolos por Jesus marcou o início da Igreja cristã e estabeleceu a base para a expansão e propagação do cristianismo ao longo dos séculos.