Na BNCC a organização das práticas de linguagem: habilidades de ensino de língua portuguesa.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento que estabelece as aprendizagens essenciais que todos os alunos devem alcançar ao longo da educação básica no Brasil. No contexto da língua portuguesa, a BNCC tem como objetivo promover o desenvolvimento das habilidades de leitura, escrita, oralidade e análise linguística dos estudantes.

Uma das principais mudanças trazidas pela BNCC é a organização das práticas de linguagem em quatro áreas de conhecimento: oralidade, leitura, escrita e análise linguística. Essas áreas são compostas por habilidades específicas que devem ser trabalhadas ao longo do ensino de língua portuguesa, desde a educação infantil até o ensino médio.

Ao organizar as práticas de linguagem dessa forma, a BNCC busca proporcionar uma formação mais completa e integrada aos alunos, permitindo que eles desenvolvam competências linguísticas de forma progressiva e articulada. Além disso, essa organização facilita o planejamento das aulas e a avaliação do aprendizado dos estudantes.

Se quiser continuar a ler este post sobre "Na BNCC a organização das práticas de linguagem: habilidades de ensino de língua portuguesa." clique no botão "Mostrar tudo" e poderá ler o resto do conteúdo gratuitamente. ebstomasborba.pt é um site especializado em Tecnologia, Notícias, Jogos e muitos tópicos que lhe podem interessar. Se quiser ler mais informações semelhantes a Na BNCC a organização das práticas de linguagem: habilidades de ensino de língua portuguesa., sinta-se à vontade para continuar a navegar na web e subscrever as notificações do Blog e não perca as últimas notícias.

Seguir leyendo


Neste artigo, vamos explorar as habilidades de ensino de língua portuguesa propostas pela BNCC, destacando as principais competências a serem desenvolvidas em cada uma das áreas de conhecimento. Para isso, faremos uma análise detalhada dos descritores presentes no documento, buscando compreender como eles podem ser trabalhados em sala de aula.

Quais são as práticas de linguagem da BNCC?

No novo documento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), as práticas de linguagem são divididas em quatro categorias principais: Leitura, Produção de Textos, Oralidade e Análise Linguística/Semiótica. Essas práticas são consideradas essenciais para o desenvolvimento das habilidades linguísticas dos estudantes ao longo de sua educação básica.

A prática de Leitura envolve a compreensão e interpretação de diferentes tipos de texto, seja literário, informativo ou de outras formas. Os alunos são incentivados a desenvolver habilidades de leitura crítica, analisando o conteúdo, identificando ideias principais e inferindo significados implícitos.

A Produção de Textos, por sua vez, enfoca a capacidade dos alunos de expressar suas ideias por meio da escrita. Eles são incentivados a desenvolver competências de escrita em gêneros variados, como narrativas, argumentações, resumos e relatórios, utilizando corretamente a língua portuguesa e adaptando seu estilo de escrita ao público alvo.

A Oralidade refere-se à capacidade dos alunos de se expressar verbalmente, tanto em situações formais quanto informais. Eles são encorajados a desenvolver habilidades de comunicação oral, como a capacidade de articular ideias de forma clara, utilizar recursos expressivos adequados e participar de discussões e debates.

A grande novidade na BNCC é a inclusão da Análise Linguística/Semiótica como uma prática de linguagem. Isso significa que os alunos serão incentivados a analisar a linguagem em diferentes contextos, tanto oral quanto escrito, e compreender como ela é usada para transmitir significados. Isso inclui o estudo da estrutura gramatical da língua, mas também a análise dos aspectos semânticos, pragmáticos e discursivos da linguagem.

Essas práticas de linguagem são fundamentais para o desenvolvimento das habilidades de comunicação dos estudantes, permitindo que eles se tornem leitores críticos, escritores competentes e comunicadores eficazes. Através dessas práticas, os alunos são incentivados a desenvolver um repertório linguístico amplo e a utilizar a linguagem de forma eficiente e adequada em diferentes situações e contextos.

Como a BNCC permite compreender o que é linguagem e língua?

Como a BNCC permite compreender o que é linguagem e língua?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) permite compreender o que é linguagem e língua através das competências específicas relacionadas a essa área do conhecimento. A BNCC reconhece as linguagens como construções humanas, históricas, sociais e culturais, que possuem uma natureza dinâmica. Além disso, a BNCC valoriza as linguagens como formas de significação da realidade e expressão de subjetividades e identidades sociais e culturais.

Através dessas competências específicas, a BNCC busca promover o desenvolvimento da capacidade dos estudantes de compreenderem as diferentes linguagens presentes na sociedade, como a linguagem verbal, a linguagem visual, a linguagem corporal, entre outras. Além disso, a BNCC também busca incentivar os estudantes a valorizarem e respeitarem as diversidades linguísticas e culturais, reconhecendo a importância da pluralidade de formas de comunicação.

Dessa forma, a BNCC contribui para que os estudantes compreendam que a linguagem e a língua são construções sociais e culturais, que se modificam ao longo do tempo e variam de acordo com o contexto. Essa compreensão é essencial para que os estudantes possam desenvolver habilidades de comunicação efetiva, interpretação de diferentes tipos de textos e reflexão crítica sobre as representações presentes nas diversas linguagens.

Quais são os objetivos da BNCC de Língua Portuguesa para os anos iniciais do Ensino Fundamental?

Quais são os objetivos da BNCC de Língua Portuguesa para os anos iniciais do Ensino Fundamental?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) estabelece os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento para os anos iniciais do Ensino Fundamental, incluindo a disciplina de Língua Portuguesa. Um dos principais objetivos da BNCC nessa área é proporcionar aos alunos a apropriação da linguagem escrita, reconhecendo-a como uma forma de interação nos diferentes contextos sociais em que estão inseridos.

Isso significa que os alunos devem aprender a utilizar a linguagem escrita de forma eficaz, compreendendo seu papel na comunicação e no acesso ao conhecimento. Além disso, é fundamental que eles sejam capazes de ampliar suas possibilidades de participação na cultura letrada, ou seja, na cultura que envolve a leitura, a escrita e a interpretação de textos.

A BNCC também enfatiza a importância de os alunos construírem conhecimentos por meio da linguagem escrita, inclusive conhecimentos escolares. Isso significa que eles devem ser capazes de compreender e produzir textos de diferentes gêneros e tipos, utilizando a escrita como uma ferramenta para se envolverem de forma autônoma e protagonista na vida social.

Dessa forma, a BNCC de Língua Portuguesa para os anos iniciais do Ensino Fundamental busca promover a formação de alunos competentes na linguagem escrita, capazes de se expressar, compreender e interagir por meio dela, ampliando suas habilidades comunicativas e sua participação na sociedade.

Quais são os quatro eixos da Língua Portuguesa no ensino fundamental propostos pela BNCC?

Quais são os quatro eixos da Língua Portuguesa no ensino fundamental propostos pela BNCC?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) propõe quatro eixos para o ensino da Língua Portuguesa no ensino fundamental: Oralidade, Leitura/escuta, Produção de textos e Análise linguística/semiótica. Esses eixos têm como objetivo organizar as práticas de linguagem nas quais os alunos devem ser envolvidos ao longo de sua formação escolar.

No eixo da Oralidade, busca-se desenvolver a capacidade dos alunos de se expressarem oralmente, de forma clara e coesa, além de ouvirem e compreenderem as falas de outras pessoas. Através de atividades como debates, apresentações e discussões em grupo, os alunos são estimulados a desenvolver habilidades de comunicação oral.

O eixo da Leitura/escuta tem como objetivo desenvolver a habilidade de compreensão de textos escritos e falados. Os alunos são expostos a diferentes gêneros textuais e são incentivados a ler e ouvir com atenção, interpretar e analisar o conteúdo dos textos.

No eixo da Produção de textos, os alunos são estimulados a produzir diferentes tipos de textos, como narrativas, poemas, relatórios, entre outros. Eles aprendem a planejar, organizar, escrever e revisar seus textos de forma adequada, levando em consideração o contexto de produção e os recursos linguísticos necessários.

Já no eixo da Análise linguística/semiótica, os alunos são convidados a refletir sobre a língua e os elementos que a compõem, como a gramática, a ortografia, a pontuação, entre outros. Eles aprendem a identificar e analisar os recursos linguísticos utilizados nos textos, compreendendo como esses recursos contribuem para a construção do sentido.

Esses quatro eixos são interligados e se complementam no ensino da Língua Portuguesa, buscando desenvolver habilidades comunicativas e linguísticas nos alunos, de forma integrada e contextualizada.

Quanto à Base Nacional Comum Curricular, pode-se afirmar que?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento que estabelece os conhecimentos, habilidades e competências que todos os alunos da Educação Básica devem adquirir ao longo de cada etapa de ensino, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Ela foi elaborada com o objetivo de garantir a equidade e a qualidade da educação em todo o país, independentemente do local onde os alunos moram ou estudam. A BNCC define os conteúdos que devem ser ensinados em cada disciplina, assim como as competências gerais que os estudantes devem desenvolver ao longo de sua formação.

Com a implementação da BNCC, espera-se que todos os currículos das redes públicas e particulares do Brasil estejam alinhados com os mesmos padrões de qualidade. Isso significa que todos os alunos, independentemente de sua origem socioeconômica ou local de estudo, terão acesso aos mesmos conhecimentos fundamentais para sua formação. Além disso, a BNCC também busca proporcionar uma formação mais integral, que desenvolva não apenas o conhecimento acadêmico, mas também as habilidades socioemocionais e as competências necessárias para a vida pessoal, cidadã e profissional dos estudantes.