Músicas com gírias: a linguagem atual da música

A música sempre foi um reflexo da sociedade em que está inserida, refletindo as mudanças culturais, políticas e sociais que ocorrem ao longo do tempo. Hoje em dia, uma das características mais marcantes nas letras das músicas é o uso de gírias, que reflete a linguagem atual da juventude.

O uso de gírias nas músicas não é um fenômeno novo, mas nos últimos anos tem se tornado cada vez mais comum. As gírias são palavras ou expressões informais que são utilizadas dentro de grupos específicos, como os jovens, e que muitas vezes não são compreendidas por pessoas de outras gerações.

Essa linguagem, repleta de gírias, tem se mostrado eficaz na transmissão de mensagens e na criação de identificação entre os artistas e seu público. As músicas com gírias são capazes de retratar de forma mais autêntica e próxima a realidade dos jovens, abordando temas como relacionamentos, festas e problemas do dia a dia.

Se quiser continuar a ler este post sobre "Músicas com gírias: a linguagem atual da música" clique no botão "Mostrar tudo" e poderá ler o resto do conteúdo gratuitamente. ebstomasborba.pt é um site especializado em Tecnologia, Notícias, Jogos e muitos tópicos que lhe podem interessar. Se quiser ler mais informações semelhantes a Músicas com gírias: a linguagem atual da música, sinta-se à vontade para continuar a navegar na web e subscrever as notificações do Blog e não perca as últimas notícias.

Seguir leyendo


Neste artigo, iremos explorar o uso de gírias na música atual, destacando algumas músicas populares que utilizam essa linguagem e discutindo a influência desse fenômeno na cultura e na comunicação.

Quais são as gírias do rap?

As gírias do rap/hip-hop são uma parte importante da cultura e da linguagem desse gênero musical. Elas se desenvolvem constantemente e variam de acordo com a região e a comunidade em que o rap está inserido. Algumas das gírias mais comuns incluem:

– 4 life – For life: expressão que significa “até morrer” ou “para sempre”. É usada para mostrar lealdade e compromisso com algo ou alguém.

– Ride ou Wheels: termo usado para se referir a um carro. É uma forma de expressar a importância e o orgulho de se ter um automóvel.

– Block: termo utilizado para se referir a um quarteirão ou a uma área específica, geralmente associada a uma quebrada ou gueto. É uma maneira de representar a comunidade e o local de origem do rapper.

– Boo: gíria usada para se referir a uma garota (ou garoto), geralmente com conotação de atração ou carinho. Pode ser usada para se referir a uma namorada(o) ou a alguém que se considera bonito ou atraente.

– Lil’ (little): diminutivo de “little” (pequeno) em inglês, é usado como um prefixo para indicar juventude ou pequenez. Muitos rappers adotam esse prefixo em seus nomes artísticos, como Lil Wayne ou Lil Pump.

– Yo (you): expressão usada para chamar alguém ou para chamar a atenção de alguém. É uma forma informal de se dirigir a outra pessoa.

– Fly: termo utilizado para descrever a sensação de estar bêbado ou sob efeito de drogas. Pode ser usado para descrever uma pessoa que está em um estado alterado.

– Hood: palavra usada para se referir à vizinhança, à quebrada ou ao gueto. É uma forma de expressar a identificação com a comunidade e a origem do artista.

Essas são apenas algumas das gírias mais comuns no rap e no hip-hop. A linguagem do rap é dinâmica e constantemente evolui, então é possível encontrar novos termos e expressões à medida que a cultura se desenvolve.

Quais são as gírias mais usadas?

Quais são as gírias mais usadas?

As gírias mais usadas pelos brasileiros variam de acordo com a região e o contexto, mas algumas delas são bastante populares em todo o país. Algumas das gírias mais comuns incluem “sextou” (usada para comemorar a chegada da sexta-feira), “treta” (que significa confusão ou briga), “zueira” (usada para se referir a brincadeiras ou bagunça), “trocar ideia” (sinônimo de conversar), “crush” (pessoa que desperta atração em outra), “perrengue” (usada para se referir a alguém que está adoentado ou em uma situação difícil), “firmeza” (significa algo ou alguém positivo) e “lacrou” (usada para dizer que alguém arrasou em algo).

Além das gírias mais usadas no dia a dia, há também algumas gírias populares na internet. Algumas delas incluem “AFK” (sigla para “away from keyboard”, que significa “longe do teclado” e é muito utilizada em jogos online), “avatar” (palavra usada para se referir a foto ou imagem de perfil em redes sociais), “ASAP” (sigla para “as soon as possible”, que significa “o mais rápido possível”), “BTW” (sigla para “by the way”, que significa “a propósito”), “BRB” (sigla para “be right back”, que significa “volto já”), “BBL” e “BBS” (abreviações de “be back later” e “be back soon”, que significam “volto mais tarde” e “volto em breve”, respectivamente), “BCNU” (abreviação de “be seeing you”, que significa “até mais”) e “boss” (usada para se referir a algo ou alguém que é incrível ou muito bom).

Quais são as gírias atualmente?

Quais são as gírias atualmente?

Principais gírias da internet

  • Berro/grito/gaitei: Essas expressões são usadas para demonstrar surpresa, choque ou empolgação com algo. É como se fosse um grito virtual, utilizado principalmente em chats e redes sociais.
  • Vtzeiro: Essa gíria é usada para se referir a pessoas que são viciadas em assistir a vídeos no TikTok, uma plataforma de compartilhamento de vídeos curtos.
  • Biscoiteiro/dar biscoito: Essa expressão é usada para se referir a pessoas que fazem algo com a intenção de chamar a atenção ou receber elogios. Dar biscoito significa dar atenção ou elogiar alguém.
  • Cancelar: Essa gíria é usada quando alguém decide não apoiar ou não seguir mais uma pessoa, geralmente um influenciador, devido a suas atitudes ou declarações controversas.
  • Cringe: Essa expressão é usada para se referir a algo ou alguém que é considerado constrangedor, fora de moda ou sem noção.
  • Crush: Essa gíria é usada para se referir a uma pessoa por quem alguém tem uma atração ou interesse romântico.
  • Date: Essa gíria é usada para se referir a um encontro romântico ou um compromisso marcado entre duas pessoas.
  • Exposed: Essa gíria é usada quando informações pessoais ou comprometedoras de alguém são reveladas publicamente, geralmente de forma negativa.

Qual é a gíria mais falada no Brasil?

Qual é a gíria mais falada no Brasil?

A gíria mais falada no Brasil, de acordo com uma pesquisa da Preply, é “sextou”, que representa a expressão “sexta-feira”. Essa gíria é amplamente utilizada pelos brasileiros para celebrar a chegada do final de semana e expressar a alegria e animação pelo descanso e diversão que estão por vir. Em segundo lugar na lista está a gíria “treta”, que significa uma situação de conflito ou briga, geralmente associada a discussões acaloradas ou polêmicas. Já a gíria “zueira” é bastante popular entre os brasileiros e é usada para descrever uma atitude descontraída, brincalhona e divertida. Por fim, a expressão “trocar ideia” também é muito utilizada no Brasil e se refere a ter uma conversa ou interação com alguém, geralmente de forma informal e descontraída. Essas gírias são apenas algumas das muitas expressões informais e coloquiais que fazem parte do vocabulário brasileiro, refletindo a criatividade e diversidade linguística do país.

Quais são as gírias mais faladas?

Confira as dez gírias mais faladas no Brasil e seus significados:

  • Zueira: se refere a brincadeira, bagunça ou diversão entre amigos;
  • Trocar ideia: significa ter uma conversa informal com alguém;
  • Crush: é uma gíria para se referir à pessoa por quem alguém está interessado ou atraído;
  • Perrengue: é usado para descrever uma situação difícil, complicada ou desconfortável;
  • Firmeza: é uma expressão usada para afirmar que algo está bom, positivo ou legal;
  • Lacrou: significa que alguém arrasou ou fez algo muito bem feito;
  • Abestado: é uma gíria usada para se referir a alguém bobo, tolo ou ingênuo;
  • Ranço: é utilizado para expressar um sentimento de incômodo, desprezo ou aversão por algo ou alguém.

Essas gírias são bastante populares entre os jovens brasileiros e fazem parte do vocabulário informal do país. É importante ressaltar que o uso dessas expressões pode variar de região para região, e algumas delas podem não ser compreendidas por pessoas de outras gerações ou de diferentes países lusófonos.